Bora fazer balões?!

Bora fazer balões?!

Quem é que nunca mascou (que raio de verbo…”mascar”, eu masco, tu mascas…) pastilhas gorila? Vá, cheguem-se à frente! Toda a gente já provou, não é? Mais, toda a gente já meteu mais do que uma na boca só para fazer um balão maior. E todos ficaram contentes quando surgiram as “super gorila”, aquelas em tamanho xxl, pois, calculo!

Pronto, eram mesmo boas, apesar de perderem o sabor muito rapidamente, mas isso agora não interessa nada (onde é que eu já ouvi isto?). Havia vários sabores, dentro de caixas vermelhas, elas eram de todas as cores. Amarelas de banana, cor-de-laranja de laranja (a sério?!) cor-de-rosa de tutti-fruti, vermelhas de morango, era assim não era? E depois por dentro… traziam sempre um papelinho com um boneco qualquer (gorilas, claro!) e uma frase… normalmente o tal papelinho rasgava-se quando se abria o papel, facto que me fazia ter de abrir sempre com muito cuidado, pelos lados, tipo embrulho de natal, para sair na perfeição.

As gorilas estão de volta (talvez nunca tenham chegado mesmo a desaparecer). Vieram em força, mudaram a imagem, têm novos sabores, estão mais jovens e frescas que nem umas alfaces! Hoje li, na Exame, a história do nome, que eu desconhecia. Então é assim, corriam os anos 70 quando um dos fundadores da empresa chegou perto da filha e de uma amiga e lhes perguntou que nome davam a uma marca de pastilha. Foi a amiga, meio envergonhada, que soltou um “gorila” e depois… puf, ‘bora’ fazer balões?! Importa dizer que enquanto escrevo este texto acabo por constatar que  quando eu nasci já elas eram muito vividas prestes a entrar na idade adulta, as meninas gorila tão crescidas que já estavam.

Quando eu era pequena, os meus avós tinham um café e maior lembrança que tenho das pastilhas gorila no meu universo infantil é precisamente o facto de poder tirar uma quando bem me apetecia!

Deixe uma resposta