“In time”

“In time”

“Tempo é dinheiro”, costuma-se dizer. Mas no filme “In Time” realmente o tempo é dinheiro. Confusos? As pessoas vivem com o tempo contando, recebem tempo quando trabalham e gastam tempo quando adquirem bens. Quando a conta chega a zero, morrem, fim da linha! No filme, como na vida, os ricos vivem melhor porque têm mais dinheiro tempo para gastar. Ninguém precisa ter pressa. Os ricos podem viver para sempre!

Justin Timberlake é Will Salas e vive, literalmente, um dia de cada vez. Mas a sua vida muda quando conhece um homem que lhe dá, em tempo, mais de um século de vida. Com este tempo ele consegue mais e mais e tal Robin Hood distribui pelos que mais precisam…de graça! A contagem começa aos 25 anos e a partir daí nunca mais ninguém envelhece.

Will vai conhecer uma rapariga que é… como devo explicar?! Ah já sei…de outro nível social! Ou seja, enquanto ele tem de ganhar um dia de cada vez, ela tem dez anos na sua conta, que foram oferecidos pelo pai, um homem poderoso… enfim, tempo é coisa que não lhe falta! Mas no meio de tudo isto Will e Sylvia têm de fugir aos “guardiões do tempo” (algo que nós conhecemos por polícia)!

Quantas vezes nos queixamos de falta de tempo?
Ter tempo, aqui, é uma questão de sobrevivência.
Tempo é dinheiro, tempo é vida, tempo afinal é tudo.
Mas queremos mesmo viver para sempre?

Deixe uma resposta