“Os maridos das outras”

“Os maridos das outras”

Já diz o ditado que a galinha da vizinha é sempre melhor que a minha!

A música está brilhantemente construída, cantada por um homem, capaz de reconhecer os erros da sua espécie, e dirigida, claramente, às mulheres, para que sejam também capazes de identificar os erros que cometem ao fazer juízos de valor sobre os “seus” homens. Em todo o caso, a música retrata de forma genial, não só os homens com todos os seus defeitos (sim, defeitos, inúmeros defeitos!) como também a extrema capacidade das mulheres para reclamar (sim, reclamamos, mas com razão! [’tá bem, as vezes sem razão, mas fica entre nós!]) daquilo que têm.
Homens: não deixem a roupa por arrumar, ponham a mesa, levem o carro, (…) ofereçam presentes, basicamente façam-nos as vontades todas, ok?!
Mulheres: se analisarmos bem a questão, o nosso homem é perfeito aos olhos das “outras”, ou seja todas temos um marido da outra, portanto… sorriam!

Deixe uma resposta