Walking

Walking

O fim-de-semana foi duro. E a segunda-feira avizinha-se negra, muito muito negra (principalmente para todos os meus músculos).

Eu nunca fui adepta de fazer desporto. Sempre odiei correr, como já o disse aqui noutro post, seja correr no meio da rua porque sim, seja a correr atrás de uma bola, tudo isso faz-me comichão!
Mas…não me posso tornar uma mini orca não é verdade?

Odeio correr (repito!) e portanto em vez de aplicar essa forma de tortura sobre mim própria, adoptei o sistema das caminhadas. No sábado, joguei ténis uma hora e de seguida meia hora de caminhada, desde o Parque do Tejo até à torre Vasco da Gama. Hoje, domingo, o percurso aumentou. E de que maneira! Foram oito km, desde o Parque Expo (para quem conhece desde o sítio onde costuma ficar o circo, hein?) até ao Oceanário e é sempre ir e voltar! As minhas perninhas gostariam de testemunhar que não foi nada fácil, mas estão de repouso.

Todos os fins de semana daqui para a frente vou tentar cumprir o objectivo de combate às gorduras (preparação para a praia, claro!) e o bom é que ao mesmo tempo que se podem diminuir uns gramas, pode-se aumentar a saúde! É esse o espírito! (Hum, hum)

Um agradecimento especial ao meu companheiro nestas “lides desportivas”. Sozinha não seria a mesma coisa, aliás não seria sequer possível! Neste momento, já a descansar, devo dizer que me sinto como se tivesse andando a combater não os chocolates da Páscoa mas sim todos os que já comi até hoje!!! :)

 

Deixe uma resposta