Afreudite dinner

Afreudite dinner

O restaurante ‘Afreudite’ na Expo é super hiper mega caro (valha-nos os vales de desconto que chegaram para alegrar a nossa vida). Estava à espera de um espaço grande com almofadas para me sentar no chão e comidas que deixam a língua a picar (para termos que abusar na bebida a seguir, o que é chato, ui muito chato). Pois então não foi nada assim, o espaço é pequeno, tem mesas, é acolhedor, com uma cor intimista onde se passa um bom bocado.

No ‘voucher’ reparei que dizia que a refeição era coisa para durar três horas. Eu a pensar que traziam muitas coisas para provar e assim… e logo o ouvi a dizer Ah já estou a imaginar, demoram anos a servir e depois dizem que o jantar é três horas! Pois, de facto, as horas do jantar nada tiveram a ver com a quantidade de comida. As pessoas são simpáticas e demoram o seu tempo para nos deixar estar à vontade, a conversar e aproveitar.
Não podemos escolher a comida porque o nosso ‘voucher’ já indicava qual era. (Oh gente pobre!) Então era Peixe com molho de laranja e manga e Frango com cogumelos (afrodisíaco, não?) Quanto à sobremesa, bem, eu gostava mesmo muito de vos poder mostrar mas nós devorámos o bolo de chocolate com frutos silvestres como se o mundo acabasse amanhã.

No final da refeição, deram um papel enrolado a cada um com um poema lá dentro. “É para lerem um ao outro”, disse a senhora. Ui, que isto agora é que vai ser uma festa, pensei. Adoramos teatro. :)

 

Deixe uma resposta