Angry birds make me angry

Angry birds make me angry

Antes jogava “Super Mário” e adorava. Lá andava ele, fatinho vermelho, com ou sem Luigi, de um lado para o outro a saltar por cima de tartarugas, à procura de vidas, a passar níveis para salvar a princesa.

Jogava “Sonic”, que a rebolar super hiper mega rápido apanhava as moedas de nível em nível. Depois muito mais tarde havia o “Hugo” que se jogava através do telefone para a televisão…”para a esquerda e para a direita até à caverna das caveiras!” Remember?

“Tetris”? Sim, muito bom. Tragam-me a maquineta. Até “Mortal Combat” pode ser. Mas esta nova moda que até já origina bonecos daqueles fofinhos nas lojas? Eu não gosto de Angry Birds. Mas não é por que não é giro. Até é! Não gosto mesmo porque me irrita, me exalta os nervos. Não consigo acertar e quando consigo ou nem sei como é que fiz ou então fico a ver o boneco verde parvo a rebolar lentamente, lentamente e… NÃO CAI! Cansa-me. Se fosse na altura dos comandos teria partido algum hoje a tentar.

Deixe uma resposta