Twilight, do livro ao filme…

Twilight, do livro ao filme…

Como todas as grandes sagas eu comecei por ler os livros e desde logo fiquei fã do Twilight. A questão dos vampiros não era tão falada há uns anos atrás, quando a história apareceu, e portanto gostei logo à primeira. Stephanie Meyer soube envolver jovens e adultos. Embora a saga seja um pouco juvenil, na minha opinião, é absolutamente cativante da primeira à última página.

Agora os filmes é outra conversa.  Desde o princípio que fiquei com a sensação que aquela Bella não é a mesma Bella dos livros. Kristen Stewart não deu à personagem a essência, a emoção e nem mesmo a paixão necessárias. Lamento! Era uma personagem com tudo para dar certo, pois é cheia de experiências e particularidades interessantes de explorar da parte de uma actriz é uma construção interessante para o espectador. Mas não. Não é isso que aquela Bella do ecrã me parece. Ela foi sempre muito desinteressante e pouco expressiva. Pouco emotiva quando se apaixona por Edward, pouco convincente quando brinca com Charlie, pouco confusa quando se aproxima de Jacob, pouco feliz quando se casa. Pouco, sempre muito pouco. No filme final, Bella amadureceu e consegue sorrir e consegue mesmo dar uma gargalhada, algo verdadeiramente inovador. Consegue, também, mostra algo na relação com a filha Renésmee, mas nem mesmo isso é suficiente.

Quanto a Edward, a interpretação de Robert Pattinson é bem mais credível, bem mais próxima da “realidade” (se é que me entendem!) tal como a de Taylor Lautner, que dá vida a Jacob, aquele que na minha opinião consegue ir mais ao encontro daquilo que é a essência da personagem. Estes dois
têm algum futuro no cinema que aí vêm, se assim o quiserem.

Agora, mais propriamente quanto ao último filme, as personagens principais têm uma intensidade diferente, há um certo ritmo acelerado, as coisas acontecem muito rápido, mas acho que também é por isso que este é um dos melhores, senão mesmo o melhor de todos.  Embora por mim eu ficasse ali 5 horas para recordar todos os pormenores… para mim estes filmes são sempre muito rápidos, sobretudo quando sei que é o fim…

Deixe uma resposta