“Em chamas”

“Em chamas”

“- Talvez devesses ser tu – digo, num tom indiferente, puxando uma cadeira – afinal de contas, odeias a vida.
– É verdade – confirma o Haymitch – E como da última vez tentei salvar a tua vida…parece que desta vez tenho a obrigação de salvar a vida do rapaz.

– Ora ai está uma boa razão – digo, limpando o nariz e bebendo de novo da garrafa.
– O argumento do Peeta é que como te escolhi da última vez, agora estou a dever-lhe. Tudo o que ele quiser. E o que ele quer é a oportunidade de voltar à arena para te proteger – conta o Haymitch.
Eu sabia. Nesse aspecto, o Peeta é bastante previsível. Enquanto eu estava a chafurdar no chão daquela cave, pensando apenas em mim, ele estava aqui, pensando apenas em mim. Vergonha não é um palavra suficientemente forte para descrever o que sinto.
– Podias viver cem vidas e não o merecer, sabias? – comenta o Haymitch.
– Pois, pois – retruco bruscamente –  Não há dúvida, ele é o ser superior neste trio. Então que vais fazer?”

Katniss e Peeta venceram os Jogos da Fome contra todas as expectativas. Nunca dois tributos ganharam. Só um pode sair com vida da arena. Mas eles desafiaram as leis do capitólio e terão que pagar por isso.
“Em Chamas”,  é o segundo volume da trilogia “Os jogos da fome”, que terminei de ler hoje. Estou pronta para ver o filme que estreia no dia 28. Gostei imenso do primeiro filme e li o livro depois. Desta vez resolvi ler primeiro o que vai acontecer…

 

Deixe uma resposta