I’m (not) running # 3 – Correr para quê?

I’m (not) running # 3 – Correr para quê?

Eu achava que correr era só estúpido. Correr para o que quer que fosse. Correr para o autocarro? Correr atrás de uma bola (vulgo futebol)? Correr por correr? Tudo estúpido.

Há uns anos atrás quando corria metro e meio por algum motivo realmente necessário, deitava a língua de fora e não conseguia respirar. Há uns anos ainda mais atrás, nas aulas de educação física, fazia batota descarada e encurtava as distâncias, nas curvas e parava quando os professores não estavam a olhar.

Eu achava mesmo que correr era só estúpido e não encontrava, efectivamente, nenhuma boa razão para as pessoas fazerem isso (excepto se estivessem a fugir de um cão ou assim). As pessoas saírem do conforto de seu lar para ir correr, só mesmo por correr, isso então era uma ideia realmente só estúpida.

Ainda não me considero nem de perto nem de longe parte “dos que correm”.

Hoje é domingo, levantei-me e fui correr (de livre vontade) e isso ainda me parece, realmente, um bocado estúpido.

Deixe uma resposta