I’m (not) running # 10 – Há coisas piores

I’m (not) running # 10 – Há coisas piores

Eu tentei. Depois de voltar de férias tentei voltar a correr.

Foi o verdadeiro epic fail. Parecia que nunca tinha corrido na vida. Cansadíssima nos primeiros minutos, mas persistente em conseguir manter o passo (ainda que lento) de corrida. Se já não era fácil antes, agora então é o verdadeiro sacrifício.

Tudo isso, talvez se ultrapassasse entre meia dúzia de impropérios e amuos preguiçosos para não voltar da próxima vez. Mas o joelho encarregou-se de falhar e com isso deixei de precisar de inventar desculpas. Havia agora um motivo real que me ia impedir de correr nos próximos tempos.

Novos exames, medicamentos que não cabem nas duas mãos e fisioterapia durante seis semanas.

Há coisas piores. Mas não é quando somos proibidos de fazer alguma coisa que mais a queremos fazer? É o chamado “ser do contra”.

_Quando posso voltar a correr?

_ (cara reprovadora) Tem juízo.

Tudo bem, eu nem gostava (assim tanto).

Deixe uma resposta