Rir com a publicidade

Rir com a publicidade

Sei que os anúncios servem para pagar programas. Mas acredito que também são feitos para nos distrair durante o tempo de intervalo daquilo que estamos a ver. Se essa distração nos poder fazer rir durante aqueles longos minutos, por que não?

Há anúncios educativos que servem para nos ensinar algo. Há anúncios que ficam no ouvido pelas suas canções. E depois há anúncios divertidos que servem para nos fazer rir e até mesmo comentar com os amigos ou introduzir em algumas conversas. É desses que venho falar. Vamos divertir-nos.

“Uma vaca feliz, outra vaca feliz, uma ilha de vacas felizes”. Não me aguento. Durante muito tempo eu nem sequer sabia que este era um anúncio ao leite Terra Nostra. Fiquei fixada na melodia das vacas felizes. É bastante interessante até o uso que podemos fazer disto no nosso dia-a-dia. Sei lá, imaginem que alguém vos chama um nome tipo… vaca! É fantástico vocês responderem que são “umas vacas felizes”! Pronto, estou a gozar mas é isto! Uma analise mais aprofundada ao anúncio na versão integral permite até ouvir a expressão que tão bem conhecemos “há vacas com muita sorte”. Imagino a diversão que estes senhores tiveram a cantar isto. Os senhores que gravaram o vídeo então eu nem sei. As vacas “acordam, pastam, afastam as moscas…tudo muito natural…”. Nesta parte eu não estou a gozar. Eles cantam isto. Está no youtube e há lá até mesmo o making off.

Já que estamos a falar de vacas, desculpem lá, mas dá para ver que elas têm extremo potencial para anúncios. Recordam-se da Vaca que ri? Aquilo era sobre queijos, não era? A vaca cantava e dançava e tinha queijos nas orelhas. O anúncio era a história de como se fazem os queijos. Era bom demais e tinha uma melodia top. Ainda me lembro da canção toda. “Mexe o queijo, mexe e remexe”. E depois havia uma versão da música para o queijo light. As coisas que eu sei. Talvez esteja com demasiado tempo livre. Bom, não gosto de queijo. Mas gosto da música e da vaca.

Mudando de tema. Deixemos as vacas e passemos aos patos. Mais precisamente para o wc pato. Eu acho realmente que é preciso uma capacidade enorme para construir uma música com produtos para sanitas. Acho que a alma que criou isto é um génio. É que pôr as pessoas a cantar pela casa “proteção total da sanita” ou “adeus sujidade, adeus problemas” não é para todos. Parabéns senhores criativos. Eu posso nem comprar este produto da vossa marca, mas canto muito isto.

Bom passemos a outras coisas igualmente fascinantes e que não envolvam animais. Este anúncio já não dá na televisão. Se calhar ninguém se lembra mas era o meu anúncio favorito na altura e eu nunca mais me esqueci dele. Não é esta também a função de uma boa publicidade? Ser lembrada para todo o sempre? Embora nunca tenha comprado o tal produto, cantava muito isto há uns tempos. A senhora a sussurrar acerca de um limpa gorduras que ninguém pode saber que é bom!

Aqui há uns anos atrás havia um anúncio que me ajuda imenso a dar os parabéns às pessoas. Nunca sabia o que lhes dizer, ano após ano, e eis que surge uma mensagem tão simpática quanto parabenizar as pessoas devido à sua pele fresca e nutrida. Lembram-se?

Há vários anúncios capazes de me fazer sorrir. Quer pelo seu intuito. Pelo ridículo. Pela mensagem. Mas sobretudo pela música. Sou fã de anúncios musicais, como já deu para perceber, e às vezes nem mudo de canal para os ficar a ver. Hoje desejo-vos um bom dia de terça-feira com Mokambo.

Partilhem comigo os anúncios mais giros e cómicos que conhecem. Façam-me rir e cantarolar hoje.

 

2 Comentários

  • Marisa
    24 Janeiro, 2017 19:51

    Adoro anúncios, mas não considero a sua existência para “distrair” é puramente comercial. Mas que há uns bem divertidos, isso há. Dos meus preferidos são os dos primeiros anos da frize, e o da telecel, do “to xim, um momento é para mim”. Nada bate o anúncio da telecel :)

  • Messy Jessy
    26 Janeiro, 2017 9:31

    Que giro! ahahah
    Também gosto dos anuncios da Coca-Cola não são cómicos mas acho-os bem feitos

Deixe uma resposta