Roteiro de 4 dias na Madeira # dia 2

Roteiro de 4 dias na Madeira # dia 2

Pronta para contar mais um dia passado na Madeira. Este segundo dia foi inteiramente dedicado a conhecer o Funchal e Câmara de Lobos.

Roteiro de 4 dias na Madeira

DIA 2: FUNCHAL, PICO DO AREEIRO, EIRA DO SERRADO, CÂMARA DE LOBOS

A zona do Funchal é muito arranjada. Os jardins, as ruas. Vê-se que tudo é bem tratado. É bonito passear na zona da marina, ver os cruzeiros enormes que lá param em contraste com os pequenos barcos locais. Nesta zona ao olhar em volta é só ver montanhas cheias de casinhas lá para cima.

IMG_0635

IMG_0639

IMG_0753

IMG_0754

IMG_0751

Mercado dos Lavradores: Não sei porquê mas em todas as cidades que visito gosto de espreitar o mercado da zona. Acho que representa um bocado daquelas pessoas. A sua vida. O que fazem. Parece-me sempre a melhor maneira de conhecer a realidade do sítio. Este mercado não é muito grande mas é tradicional e tem tudo aquilo que representa a Madeira. Os peixes frescos. O artesanato. As flores. E as frutas tropicais. Estive a provar tudo quanto era maracujá e eram tão doces, tão bons que julguei que me estavam a dar açúcar para a boca.

IMG_0614

IMG_0616

IMG_0627

IMG_0634

IMG_0936

IMG_0937

IMG_0940

IMG_0946

Teleférico: Um dos nossos objectivos era ir da zona do Funchal até ao Monte para depois descer nos carrinhos de cestos. O teleférico é um bocado caro mas há bilhetes de ida e volta com entrada no jardim tropical. A subida é fantástica. Sobe imenso mesmo. A vista panorâmica sobre as montanhas, os vales, as casas, a cidade, valem muito a pena. Lembro-me de ir no caminho a observar e pensar, como é que aquelas casas sobrevivem? Tão lá em cima. Com subidas tão íngremes onde eu jamais estacionaria o meu carro. Casas tão perto do final da montanha que senti medo que pudessem cair. Como será a vida daquelas pessoas ali em cima? Há muitas casas que são visivelmente pobres. Daqui de cima, no teleférico, podemos perceber isso. Aqui também fiquei com a noção de como os incêndios e as inundações de anos passados fizeram tanto mal à Madeira.

IMG_0647

IMG_0653

IMG_0657

IMG_0658

IMG_0660

Carrinhos de cestos: É uma descida de dois quilómetros num cesto empurrado por dois senhores que vão literalmente a correr estrada a baixo para nos empurrar. São cinco minutos e custa trinta euros. É extremamente caro na minha opinião. Depois decidimos que éramos uns heróis e conseguíamos voltar a subir tudo a pé. Muito má ideia. Minha nossa!

IMG_1004
IMG_1011

Jardim Tropical Monte Palace: É pago e não é absolutamente obrigatório visitar, mas quem gosta de passeios na natureza vai gostar de dar um passeio aqui. Vejam só as imagens.

IMG_0683

IMG_0687

IMG_0692

IMG_0694

IMG_0715

Como não tínhamos comprado a descida no teleférico, voltámos ao centro do Funchal de Táxi. Ainda é um caminho de cerca de 15 minutos de carro, a pé não dava. Fomos almoçar ao Café Teatro, onde tínhamos estado na noite anterior. Tínhamos que provar o famoso prego no bolo do caco. Oh meu deus que maravilha dos céus.

IMG_0724

Museu CR7: Fica na zona da marina ao lado do hotel Pestana. A entrada custa cinco euros. Podemos ver as camisolas, os troféus e conquistas do Ronaldo. Dá para ver a história toda dele e tirar fotos com os Cris de cera.

IMG_0730

IMG_0739

Decidimos, de seguida, ir visitar outro ponto alto da ilha. O Pico do Areeiro. Este dava para subir de carro. E eram curvas e contra curvas. Sempre em subidas escandalosas. O tempo estava bastante diferente após alguma altitude e o Pico do Areeiro, que devia ser uma total vista montanhosa, foi apenas um mar de nuvens para nós. Fizemos a descida de volta e a coisa melhorou drasticamente. A Madeira tem micro climas nos vários pontos a ilha.

Eira do Serrado: É um miradouro de onde se vê uma pequena aldeia no fundo dos vales, Curral das Freiras.

IMG_0761

Com o nevoeiro serrado que tínhamos encontrado lá em cima, nada fazia prever que encontrássemos um por do sol fantástico em Câmara de Lobos: É um aldeia piscatória muito pitoresca. Eu diria fofa. Foi das aldeias que mais gostei da ilha toda.

IMG_0777
IMG_0781

IMG_0784


IMG_0793

IMG_0790

IMG_0805

Bar Number two é pra Poncha: Esta foi a melhor poncha de todas as que provei. Sem dúvida.

IMG_0788

Restaurante Santo António: Aqui nem a carta nos dão. Parece que toda a gente pede o mesmo. Este restaurante é conhecido por servir espetadas em pau de louro. Mais uma vez confirma-se. A comida é óptima.

Processed with MOLDIV

Amanhã continuo a contar tudo porque eu não parei quieta um minuto!

2 Comentários

  • Melhor Amiga
    20 Janeiro, 2017 12:05

    Também já estive na madeira e por acaso também fui a esse restaurante:-)

  • Green
    21 Janeiro, 2017 18:47

    Quando estive na Madeira vi tudo isso, menos o museu do ronaldo, sinceramente não considero atração cultural nem acho que valha o dinheiro, gastei o tempo e o dinheiro a ver outras coisas bem mais interessantes.
    Adorei andar no teleférico, quando estive na Madeira ainda não tinha acontecido o grande incêndio e a vista era lindíssima, infelizmente alguns dos locais que vi já não existem, até uma das levadas que fiz agora é inexistente, está tudo queimado. Adorei descer nos cestos e os senhores que me levaram eram extremamente simpáticos, no entanto concordo que é caríssimo.

Deixe uma resposta