O sol do outro lado

O sol do outro lado

O Inverno está a ser demasiado frio. Vou para junto do calor. Para onde o mar é mais azul. Vou para perto do sol. Estrear fatos de banho e passear de vestidos e chinelos.

Sempre que posso gosto de trocar o inverno pelo verão. E fazer uma viagem para o caribe é juntar o calor à música. Viajar para Cuba é juntar praias do paraíso com história e cultura. Dizem que o tempo não passou por lá. Eu vou lá verificar.

A mala já está feita. Ainda estou a pensar se não meto lá dentro um casaquinho. E se à noite vem aquela aragem? Já lá meti uma dúzia de vestidos. Vários biquinis. Protetores solares e repelente para os bichos, que comprei perante o olhar incrédulo do farmacêutico que me disse que estávamos um pouco fora de época. Não o quis contradizer.

Vou deixar a casa limpa porque tenho a mania de chegar de ir embora com tudo nos trinques. Eu já sei que ninguém vai aproveitar a casa cheirosa e que quando chegar vai haver pó outra vez. Mas não me apetece chegar e ter roupa estendida para dobrar.

Da última vez que fui de viagem deixei a chave dentro de casa e foi um trinta e um depois quando percebi. Mas desta vez vai correr tudo bem.

Amanhã já vejo o sol nascer do outro lado. Dou um mergulho por vocês. Conto tudo quando chegar. Até para a semana.

2 Comentários

  • Nádia Ferreira
    22 Fevereiro, 2017 0:09

    Boa viagem e aproveita imenso!

  • Melhor Amiga
    23 Fevereiro, 2017 16:09

    Inveja (boa):-)

Deixe uma resposta