Cadeado meu, cadeado meu

Cadeado meu, cadeado meu

Haverá alguém que te perde mais do que eu?

Uma coisa é não saber onde estão os óculos, deixar brincos pela casa toda, não encontrar um bloco de notas, esquecer-me de levar os ténis para o ginásio. Outra coisa é perder sempre o mesmo objecto. E comprar novamente duas e três vezes. Tenho um problema com cadeados. Não sei explicar. Podem gozar, vá.

Então o que é que acontece? Eu não me esqueço do código, não isso seria muito normal e comigo as coisas se são para ser…são para ser com tudo à grande. Não me basta esquecer do código, eu perco o cadeado. Várias vezes. O único sítio onde preciso deste objecto é no ginásio e em três anos já devo ter tido uns quatro. Acham isto normal? Desaparecem como as meias na máquina de lavar. Não sei se os perco no caminho, se os deixo em casa enfiados num canto ou se os deixo lá dentro dos cacifos ou debaixo dos bancos.

Hoje lá fui, com um cadeado novo, claro. E como o tinha tirado da caixa nesse instante nem lhe meti código que não tive tempo. Estava eu a meter aquilo no armário enquanto lia os avisos “não use códigos como 1234 ou 0000.” Tá bem. Depois vejo isso, agora não quero saber.

Quando voltei, estava a preparar-me para o banho, já enrolada na toalha, quando meto o cadeado no cacifo e ele bloqueia. Percebi que estava a acionar o mecanismo de escolher o código, mas já era tarde demais. Ele fechou e não voltou a abrir. E eu a forçar a porcaria do cadeado e a imaginar-me a sair do balneário só de toalha para pedir a alguém um martelo para partir aquilo. Naqueles cinco minutos de sufoco fiz todo um diálogo na minha cabeça “olhe desculpe…sabe é que…não consigo abrir o cadeado, não sei o código que acabei de meter agora mesmo, sem querer…”. Claro, tudo dentro de uma coisa normal que acontece diariamente num ginásio.

De mãos a transpirar e com a cabeça a andar à roda lá pensei que não tinha mexido nos dois últimos números portanto deviam ter ficado exatamente os que lá estavam marcados. Comecei a rodar o algarismo de cima e alguma combinação havia de resultar. Foi o que aconteceu. Assim que respirei de alívio deixei aquilo tudo aberto e fui tomar banho. Se isto não é um problema, não sei o que é.

2 Comentários

  • Melhor Amiga
    7 Abril, 2017 13:57

    Também não sei bem o que isso será :-/

    • Andreia Moita
      7 Abril, 2017 15:45

      Ahahhaha isto é “cabeça no ar” que é o que eu sou!

Deixe uma resposta