Brunch no Topo Chiado

Brunch no Topo Chiado

Continuando na onda nos brunches, quem passar o verão por Lisboa não tem que sofrer de tédio. Há imensos sítios giros e na moda para visitar. Os brunches já por si, são uma óptima forma de passar o final da manhã/início de tarde, mas se a par disso conseguirmos encontrar lugares bonitos então o nosso dia fica logo melhor.

O Topo Chiado é um desses sítios. Fica situado junto às ruínas do Convento do Carmo. Tem uma belíssima esplanada e é tanto restaurante como bar. A comida é boa, sem dúvida, mas aqui o que fica na memória para futuras recomendações é mesmo a vista para a cidade.

Mesmo ao lado do Convento do Carmo e do Elevador de Santa de Justa, conseguirmos avistar Lisboa ao longe por cima de todos os seus telhados.

img_1121.jpg

img_1101.jpg

img_1102.jpg

Passemos então ao brunch que foi para isso que lá fui. Para comer. Ando viciada nesta refeição, não sei se se nota muito por aqui. Mas pronto, como já disse, acho que uma refeição que divide ao meio o pequeno-almoço e o almoço é uma ideia de génio e portanto pretendo abusar dela.

Aqui comecei por comer as torradas com manteiga e compota de frutos vermelhos que vinham servidas num cesto com croassants dos deuses. É que eram mesmo muito bons. Depois tínhamos o tradicional queijo, fiambre e presunto. Segui para o wrap e para os ovos mexidos. O sumo de laranja estava a saber-me tão bem que tive que pedir outro, para terem a noção. Estava um intenso calor neste dia.

img_1112.jpg

img_1109.jpg

Terminei a sessão de comida com o iogurte com cereais e a fruta. E claro deixei o mais doce para o fim. O brownie. O meu namorado disse que era péssimo e tentou ficar com o meu para que eu não comesse uma coisa tão má. Só que não. Estão a ver? Tem mesmo aspecto de ser mau este pedaço de chocolate, não tem? Tá bem!

img_1113.jpg

img_1110.jpg

img_1105.jpg

img_1116.jpg

Como sempre fiquei super cheia. E o bom dos brunches na cidade é isto. É enfardar. Tou a gozar. Não é enfardar, é comer bem, e depois ir caminhar na calçada de Lisboa para desmoer. Estão a ver a ideia?

Podem ver outras experiências de brunch nos meus posts anteriores. A leitaria, o L’anisette e o Nicolau. Quem também gosta desta refeição perfeita e quiser recomendar sítios para eu visitar é à vontade!

Deixe uma resposta