Bacalhôa Buddha Éden

Bacalhôa Buddha Éden

Ainda que eu ande demasiado rápido, gosto de passeios. Gosto de conhecer jardins, cidades, de ver cantos escondidos, com significado, ainda que que eu seja um pouco acelerada. E gosto de me demorar a tirar fotografias embora não tenha a paciência necessária para esperar que todas as pessoas que eu não quero na minha imagem, saiam da minha cena.

Embora eu seja mais agitada do que zen, queria muito visitar o Buddha Éden pela beleza e pelo que representa. Lá por que eu sou isto e aquilo não quer dizer que não goste de conhecer o outro lado. Eu gosto. E adorei os caminhos por onde se anda naquele jardim enórmico (palavra que inventei agora)!

Os jardins do Bacalhôa Buddha Éden têm a dimensão de cerca de 35 hectares que foram inicialmente criados pelo comendador José Berardo, em resposta à destruição dos grandes budas afegãos de Bamiyan. Encontram-se pelo jardim budas, pagodes, guerreiros em terracota e outras obras de arte,  lagos, cascatas, flora e fauna.

Pagam-se quatro euros para entrar e ainda há muita coisa em construção pelo que isto significa que ainda vai aumentar mais. Os jardins estão divididos em várias culturas e em vários espaços diferentes com a intenção de nos fazer ter várias sensações perante o que está representado. Penso que o melhor é mostrar tudo o que consegui captar nas tais fotografias que tive de esperar eternidades para tirar sem apanhar ninguém que não queria. Custa muito hoje em dia não aparecer ninguém nas fotos. As pessoas estão em todo o lado. Se tiverem algum truque milagroso para afastar pessoas indevidas das vossas fotos perfeitas, por favor, digam-me. É que não quero propriamente fazer um poster para a sala com senhores a coçar a cabeça lá o ao fundo.

Jardim oriental – sensação de paz, harmonia e serenidade

IMG_2782

IMG_2786

IMG_2790

Jardim da escultura moderna e contemporânea

IMG_2829

Labirinto de bambu

IMG_2807

Jardim de esculturas africanas

IMG_2814

IMG_2815

IMG_2837

IMG_2920

Anfiteatro

IMG_2824

IMG_2826

Guerreiros xian em terra cota

IMG_2846

IMG_2855

Escadaria de budas dourados

IMG_2866

IMG_2870

img_3257.jpg

IMG_2913

Torres de pagode

IMG_2918

Miradouro do fogo

img_3301.jpg

Treze budas dos mortos

img_3500.jpg

img_3502.jpg

Fonte caminho do lago

img_3501.jpg

img_3496.jpg

Lago do pagode

IMG_2863

img_3504.jpg

Tive de facto de parar durante algum tempo e aproveitar o instante (segundo) ideal para conseguir a fotografia que queria. Em alguns casos eram tentativas frustadas, mas noutros valeu a pena a espera.

Para mim foi de facto uma manhã muito bem passada. Há imensas coisas para observar. Imensas coisas para viver. Para ver. Quem gosta de desfrutar de passeios pela natureza e de renovar energias tem que ir a este pequeno retiro, onde não se passa nada, é bem perto de Lisboa até.

IMG_2841

img_3242.jpg

IMG_2922

img_3503.jpg

img_3505.jpg

2 Comentários

  • Green
    28 Setembro, 2017 10:52

    Fui lá em Abril deste ano e, pelas tuas fotos, estou a ver que já há coisas novas. Tenho de esperar que a construção termine para voltar lá, também gostei imenso.

  • Helena Pereira
    2 Outubro, 2017 14:28

    Visitei o Buddha Eden há 2 anos e adorei. Quero muito lá voltar, principalmente agora que dizes que tem muita coisa em construção!
    As fotografias ficaram muito bonitas e compreendo a tua frustração de demorar imenso a fotografar por causa das pessoas, acontece-me o mesmo!

    Lena’s Petals xx

Deixe uma resposta