Caminhada vs Corrida

Caminhada vs Corrida

Quem corre não deve olhar de lado para quem caminha, só porque à partida a corrida parece ser a irmã mais velha da caminhada. Tanto uma coisa como a outra são importantes no que toca a fazer exercício físico. Eu preferia ficar sentada no sofá a comer bolachas mas… não querendo cair no sedentarismo decidi verificar as diferenças entre uma coisa e outra. Algo do género: Caminhada vs Corrida.

Vamos encarar as coisas numa escala de níveis de intensidade. A caminhada é o nível um e a corrida o nível dois. Parece-me a lógica da batata. Mas fazer uma coisa não invalida fazer a outra. Eu disse que elas divergiam em níveis de intensidade e não em qualidade. Não acho que nenhuma seja melhor do que a outra. Cada uma tem os seus pontos fortes e fracos e adequam-se a cada pessoa de forma diferente. Isto é o que eu penso, não é nada cientifico.

Eu acho que quem quer correr deve começar por caminhar a ritmo acelerado. E aqui em vez de ser um “caminhada vs corrida” será antes algo do como “caminha antes para correr depois”. Na verdade, confesso que não foi o que eu fiz quando comecei a correr, o que foi extremamente errado a nível físico. No entanto, depois de ter parado de correr consigo ver friamente o quão difícil é voltar a fazê-lo. Sei todo o “sofrimento” e “dor” que acontecem depois de uma corrida e portanto evito, porque vai custar para caraças e eu sei disso. É muito mais difícil “voltar a correr” do que “começar a correr”.

Por outro é extremamente irritante saber que um dia já corri dez quilómetros e agora nem um faço sem ficar com os bafos de fora. Antes corria, com regularidade seis ou sete quilómetros e agora custa-me correr cinco minutos e manter a dignidade. Agora que estou a tentar fazer as coisas de forma mais correta, começando pela caminhada, com curtos minutos de corrida, não me sinto preparada para correr, enquanto que no dia que sai de casa para correr pela primeira vez (há dois anos) corri e pronto.

Portanto, como acho que o importante, a nível do exercício físico, é começar por algum lado resolvi fazer os meus prós e contras através de um caminhada vs corrida. Não prefiro nenhuma. Aliás, eu preferia sentar-me a fazer o levantamento da comida até à boca. Mas não querendo eu ser uma pessoa sedentária estou a tentar voltar à rua e dar tudo nas caminhadas a passo rápido. (Eu disse tentar!) E fiz esta lista com aquilo que tenho lido e com aquilo que sinto que funciona para mim. 

Caminhada vs Corrida

Eu não adorava correr (quando o fazia). Eu não me sentia NUNCA com vontade de sair para ir correr. Foi uma coisa que enfiei na cabeça que ia fazer. E fiz durante um tempo. Mas eu gostava da sensação de acabar uma corrida. Completamente possuída pela má respiração e com dores até no dedo mindinho, mas gostava da sensação de cumprir uma coisa a que me tinha proposto. Como eu costumava dizer, a minha parte preferida da corrida era quando ela acabava. Agora andar não. Andar eu sempre gostei. E não é andar a passear, é andar rápido, vestida a rigor e tudo, armada em boa mesmo. E tenho frenquentemente vontade de o fazer. Portanto neste caminhada vs corrida nenhuma ganha nem nenhuma perde, o que pode ser um bocadinho chato para quem vinha aqui à procura da derradeira batalha. Não se trata de valorizar nenhuma delas nem de uma guerra, mas sim de ver as coisas boas e más de cada uma destas práticas, a meu ver, ora pois.

O melhor e o pior da caminhada:
  • A caminhada é uma actividade em que eu consigo fazer outras. Ou seja, consigo ouvir música e falar com pessoas ao mesmo tempo que ando. Portanto a caminhada para mim é uma coisa mais social.
  • A andar sinto que trabalho mais ao nível do glúteo e da perna, estão a entender?
  • É uma atividade de menor intensidade e impacto.
  • Li que é bom para quem tem colesterol alto. E isto não é coisa de gente mais velha. Eu tenho.
  • A caminhada pode ser mais monótona do que a corrida, na medida em que as pernas ficam habituadas àquele ritmo e parece que ficam presas e com vontade de dar passos mais largos e ritmados, ou seja correr. É neste ponto que normalmente aproveito para começar a corrida (se nesse dia estiver para aí virada, que isto depente do meu nível de vontade).
O melhor e o pior da corrida:
  • A corrida é completamente impeditiva de fazer qualquer outra coisa que não seja exactamente correr. Eu explico: Frequentemente os meus amigos diziam que eu enquanto corria ligava a “rádio silence”. Era esta a única altura da vida em que encontravam uma Andreia calada. É que para mim não é viável correr, falar, pensar e respirar ao mesmo tempo, estão a ver?
  • Quando eu corro não penso em nada. É isso mesmo. E agora percebo que era o meu momento de mindfulness e nunca tinha pensado nisso. Eu estava realmente focada naquilo que estava a fazer, nas dores que estava a ter e, essencialmente, nos minutos que faltavam para acabar de correr.
  • A correr sinto que trabalho mais as coxas e abdominais. E as pernas e os glúteos. Até os braços e tudo o que houver para trabalhar. Tenho muitas dores no dia seguinte, nem é bom lembrar!
  • É uma actividade de grande intensidade, que exige preparação física e reforço muscular para não ceder a lesões. Os joelhos, por exemplo, são altamente prejudicados com esta prática.
  • Exige calçado adequado e atenção ao solo onde se pratica a corrida. Deve-se fazer um teste da passada para saber qual o tipo de ténis mais adequado para nós. Eu achava isto uma grande tanga, mas depois de fazer saí de lá com o rabinho entre as pernas e com uns ténis caros para caraças mas que são os melhores da vida para correr.

Como é óbvio isto é tudo baseado numa coisa altamente científica que é a minha “minha opinião”. Digam-me a vossa? Também mexem as perninhas a caminhar ou a correr? Qual preferem? Que dicas têm?

6 Comentários

  • Green
    14 Março, 2018 12:04

    Eu gosto mais de correr, confesso, talvez pela questão que falar de que estamos num momento só nosso em que limpamos a cabeça de outras coisas e até desligamos do mundo. A caminha também gosto, mas como dizes e bem, é algo mais social e nunca vou caminhar sozinha, tem de ser sempre com mais alguém para ir conversando um pouco.

    • Andreia Moita
      24 Março, 2018 14:48

      Claramente a corrida não possibilita conversas ahah

  • Joana
    15 Março, 2018 0:48

    Odeio completamente correr… Nem 20 segundos devo ser capaz de o fazer!! Prefiro mil vezes caminhar!!
    Beijinhos
    Joana
    https://curlyhairandlipsticks.wordpress.com/

    • Andreia Moita
      24 Março, 2018 14:47

      A corrida é um nível 2 da caminhada. Depende do estado de espirito também. Agora só tenho caminhado porque voltar à corrida é mais difícil do que começar a primeira vez!

  • Alexandra Soares
    16 Março, 2018 2:24

    Não sou nada fã de correr. Já andar não me incomoda nada! E correr não é tão “saudável” como dizem!

    • Andreia Moita
      24 Março, 2018 14:46

      Tem pros e contras. Deve ser feita com equilíbrio e acima de ido com consciência. Quando corria não ia muito além daquilo que sabia que podia fazer! Beijinhos

Deixe uma resposta