Girl boss by Sophia Amoruso

Girl boss by Sophia Amoruso

No livro achei que a Sophia é irreverente. Na série pensei que ela é inconsequente. Mas em ambos tive a certeza que ela é uma girl boss.

Adorei ambos os formatos. Irremediavelmente prefiro sempre os livros, mas aqui dou a mão à palmatória e, ressalvando as diferenças de guião, digo-vos que a série está excelente. E nos dois casos… adorei a Sophia. Já ouvi vários comentários de pessoas que não gostam dela, eu pelo contrário gosto. Ser controverso é um sinal de personalidade. Nem toda a gente gosta de toda a gente.

Bom, mas sejamos honestos, a Sophia é uma bitch. A verdade é essa. Mas faz sentido ela ser assim. Aliás, só podia. A história é de todo mais interessante com uma personalidade que não agrada a todos. Ela não é uma típica heroína, mas é na mesma, estão a perceber a ideia? Ela é uma pessoa focada no seu objectivo após um longo período de indecisão e a vaguear na vida. Ela é destravada, mas é segura. Ela é impulsiva mas teme as suas falhas. Uma coisa é certa, ela é persistente. E é empreendedora.

A história da Sophia e como ela montou um negócio sozinha

A Sophia é uma miúda sem rumo na vida, perdida entre empregos, sem saber o que fazer e pior…sem saber o que gosta de fazer. Um dia descobre a sua vocação e com isso o seu propósito quando, do nada, se torna numa empreendedora e cria o seu próprio negócio na internet. Não és tu uma girl boss quando lutas e vais com tudo para fazer nascer o teu projecto? Quando trabalhas no duro para o desenvolver? Quando te esforças para que ele cresça? Quando acreditas nele?

A Sophia chora e grita. Tem ataques de fúria e de mau feitio. Quem não gostava de mandar tudo para o chão de vez em quando? Eu gostava, desde que não tivesse de ser eu a apanhar tudo depois. Não teve a melhor estrutura familiar o que a torna meio descompensada e por isso não se dá com muita gente. Mas tem amor no coração para essas poucas pessoas que conseguem penetrar o seu pequeno mundo. Ela é uma pessoa descomprometida com os valores da sociedade e isso é censurável porque foge às regras. Mas é uma pessoa que no final encontrou o seu lugar e a sua paixão. E é isso que a move. Somos tão mais felizes e conectados quando fazemos aquilo que gostamos.

Sobre ler em inglês e como superar obstáculos fez de mim uma girl boss

O livro está em inglês e foi a primeira vez que li nesta língua. Sempre achei que teria dificuldades em fazê-lo. Não me sentia confiante para ler em inglês. Mas caraças, eu queria ler sobre a história de uma girl boss e estava já estava a meter entraves porque não estava escrito em português. Já estava a armar-me em mariquinhas, a andar para trás e a duvidar das minhas capacidades. E deixei o livro em cima da mesa alguns meses para olhar para ele e perceber a minha atitude derrotista à partida. Quando peguei nele soube que estava a ser uma burra. Foi bastante fácil de ler. É óbvio que não percebi todas as palavras, mas entendi o geral da história e não estão bem a ver a felicidade que isso foi para mim. Ler em inglês foi um objectivo que defini para este ano e já cumpri. Fui capaz. Fui ou não uma verdadeira girl boss?

Isto que eu estou a fazer, a vangloriar-me, pode parecer parvo ou até mesmo que sou arrogante. Mas é uma coisa que totalmente e a Sophia faria. Nós temos que saber daquilo que somos capazes. Na maioria das vezes conseguimos fazer tudo o que achamos que não . E se ficamos felizes por ter conseguido porque é que não podemos dizer? Se podemos achar que somos maus numa coisa e ficar na down, na deprê, porque é que não podemos ficar contentes e mostrar ao mundo que somos muita bons nalguma coisa? “Oh, come on”, diria a Sophia, “get a life”.

 

4 Comentários

  • Joana
    26 Março, 2018 16:40

    Ainda não li, porque tenho um medo de não gostar da Sophia… Mas acho que agora vou arriscar!
    Beijinhos
    Joana
    https://curlyhairandlipsticks.wordpress.com/

    • Andreia Moita
      26 Março, 2018 17:12

      Muita gente não gosta da Sophia. É até mais natural que não se goste. Mas eu achei-lhe a maior graça, precisamente pela irreverência. Aguardo a tua opinião. 🙂 Beijinhos

  • Green
    27 Março, 2018 12:00

    O livro tem uma temática que me interessa e o facto de ser em inglês, estar na sua língua original sem traduções e interpretações de alguém, torna-o ainda mais interessante. É algo que fiquei curiosa para ler 🙂

  • Daniela Soares
    31 Março, 2018 21:25

    Este livro também está na minha lista! No ano passado tentei ler em inglês o Why not? da Mindy Kaling mas a certa altura senti-me meia perdida com algumas referências que ela fazia e acabei por perder o interesse. Agora acho que vou aceitar o desafio e tentar ler este em inglês.:D

    Another Lovely Blog!, http://letrad.blogspot.pt

Deixe uma resposta