Como fazer uma mochila de viagem

Como fazer uma mochila de viagem

Amanhã parto para a Tailândia. É mais do que “umas férias”. É mais do que uma viagem. É uma descoberta. Um conhecimento. Uma aventura, uma diversão. E tenho a certeza que será também um marco na minha vida e até mesmo um ponto de viragem. Vou fazer a viagem com amigos e de mochila às costas para tornar tudo ainda mais emocionante. Por isso hoje trago ao blog algumas dicas de como fazer uma mochila de viagem.Esta viagem está combinada há um ano. Esta marcada há oito meses. E o roteiro está decidido há seis. Somos sete amigos a percorrer a Tailândia, de norte a sul, durante duas semanas. Estivemos um dia inteiro à volta da mesa a definir a rota e a selecionar hóteis e atividades. Uma das coisas que ficou decidida à partida foi que todos levaríamos mochila.

Não é a primeira vez que viajo desta forma e portanto já vou sabendo algumas coisas sobre carregar mochilas e estou em condições de fazer um apanhado com as melhores dicas de como fazer uma mochila de viagem. A regra principal é até bastante simples. Quanto maior for a mala, mais coisas levas e portanto mais coisas carregas às costas.

Dicas de como fazer uma mochila de viagem:

A aventura começa precisamente em casa sentada em cima da mala a ver se ela fecha. Depois de alinhar os pensamentos com Buda percebo que não poderei levar tudo o que quero e tiro tudo cá para fora outra vez e volto a arrumar com menos coisas. Quero lá saber. Vou de férias. Para outro país. Para a praia. Quem quer saber se levo um ou dois chinelos?!

Fazer uma lista:

Básico. Eu sei. Mas é necessário. Acreditem. E não façam só de uma vez. Ninguém se lembra e tudo à primeira. É preciso ir vendo e acrescentando ou retirando coisas.

Dispor tudo em cima da mesa ou da cama:

Depois de escolhidas as coisas a levar, meter tudo em cima de uma mesa ou da cama. Isto ajuda a visualizar a quantidade de coisas que levamos. É muito provável que neste momento percebamos que temos coisas a mais.

Arrumar as coisas em sacos/bolsas:

Uma coisa que me aborrece em viajar de mochila (além do facto de a carregar) é que sempre que quero uma coisa que esteja mais em baixo, tenho que tirar tudo o resto e voltar a arrumar. O melhor será arrumar tudo em bolsas ou sacos e assim só retiro esse saco vejo se quero o que lá está dentro e volto o arrumar (apenas o saco). Para atenuar o volume e conseguir meter mais coisas na mala há até quem use sacos a vácuo.

Fazer conjuntos de roupa previamente:

A ideia é já levar conjuntos pré-definidos para poupar tanto na quantidade de roupa como tempo na escolha da roupa na altura das férias. Além disso também é uma dica importante levar roupa básica e cores neutras para que seja sempre fácil conjugar tudo com tudo, estão a ver? Mas, confesso que esta dica é um bocado “faz o que eu digo, não faças o que eu faço”. Assumo que a minha principal dificuldade em fazer a mochila está exatamente aqui. Porque eu nunca sei o que me vai apetecer vestir na altura, percebem? Já quando fiz o post com dicas para fazer a mala vos falei disto. Sei lá eu se está frio ou calor. Sei lá se acordo virada a norte ou a sul? Amuada ou bem disposta. Tudo isto influencia aquilo que me vou querer vestir. Haja paciência para me contentar com aquilo que houver, na altura.

Truque para não perder a roupa entre aviões:

Separação de roupa: em outras viagens conheci pessoas cujas malas não chegaram ao destino. Não quero imaginar-me de mau humor por não ter as minhas roupas. Uma mulher tem muita dificuldade em não usar os modelitos que seleccionou previamente para se pavonear em viagem. Portanto o meu truque é meter alguma roupa na mala dele e ele na minha. A probabilidade de se perderem as duas malas é mais reduzida e assim caso uma delas não chegue ao destino, a outra sempre terá roupa para os dois. Digam-me lá que isto não é inteligente? Para quem viaja sozinho, nada temam, há sempre possibilidade de levar alguma roupa na mala de mão.

Questões de espaço:

Todos os hotéis terão toalhas para o nosso banho. Mas a levar, devemos escolher aquelas bem dobradinhas e de secagem rápida. Para a praia, os pareos, que fazem de saía, servem perfeitamente para nos deitarmos na areia. Aprendi, na altura do interrail, que as meias cabem dentro dos ténis, por exemplo. E as camisolas ocupam menos espaço se forem dobradas em rolinho (embora, saibam, ficam muito mais amachucadas. Mas também, como fazer uma mochila de viagem sem ter roupa enrugada?!)

Já tentei meter tudo o que quero na mochila. Não coube. Terei de apelar às regras do minimalismo nesta hora. Resta-me esperar que os meus amigos não reparem que eu vou repetir roupa.

Vão-me acompanhando no instagram nos próximos dias, já que o blog também ficará de férias. Amanhã estarei a voar e chegarei à Tailândia, no domingo. Regresso em Maio com posts desta aventura e com novidades!

3 Comentários

  • Miss DeBlogger
    13 Abril, 2018 15:31

    Que fixe! Gostei da dica de dividir a roupa de cada um pelas duas malas, muito útil e muito bem pensado! Boa viagem e tira muitas fotografias ^^,

    Miss DeBlogger | missdeblogger.blogspot.pt

  • Daniela Soares
    13 Abril, 2018 21:59

    Ai, desejo-te a melhor sorte do mundo. Quem me dera ir também!:D

    Another Lovely Blog!, http://letrad.blogspot.pt/

  • Green
    14 Abril, 2018 17:06

    Diverte-te muito e aproveita ao máximo 🙂

Deixe uma resposta