Mais do que amigos, somos um grupo no WhatsApp

Mais do que amigos, somos um grupo no WhatsApp

A amizade sempre será aquela coisa fofa para definirmos aquelas pessoas, que não tendo um laço de sangue connosco, nos acompanham em tudo na vida. Mas hoje em dia é ainda um bocadinho mais do que isso. Porque amigos de verdade tem um nome. São uma entidade. São um grupo no whatsapp.

Amigos de verdade não tem só um grupo aliás. Têm vários. Um só com duas pessoas. Um com só com as raparigas, outro só com os rapazes. Um com todos juntos. Mais outros mil sem uma pessoa que é aquela para quem vamos preparar uma surpresa e não pode nem desconfiar (mas depois enganamo-nos e mandamos coisas no grupo errado, quem nunca?)

Assim vai a nossa vida entre o plim plim das notificações e a bam bam da bateria do telemóvel a dar as últimas. O whatsapp é a definição perfeita daquilo que é uma amizade como deve ser em que as pessoas estão lá para TODAS as alturas da nossa vida porque…partilhamos, realmente, toda a nossa vida lá. Dizemos bom dia aos nossos amigos, desejamos boa semana, mostramos o nosso almoço, o que vestimos, mandamos anedotas secas, vídeos ridículos do youtube, a última moda da Zara, um post polémico. E se ninguém nos ligar nenhuma ainda mandamos um áudio qualquer para não dizerem que nunca lhes ligamos.

Os amigos partilham tudo…menos a agenda. Os amigos até perdoar, perdoam tudo…menos que faltes a um jantar de grupo marcado no whatsapp.

Somos mesmo amigos, a sério. Para os melhor e piores momentos. Choramos e rimos juntos. Partilhamos momentos e histórias. Temos muitas coisas em comum menos a agenda e a vida social. Somos todos amigos de verdade até à hora de se marcar um jantar.

Próximo fim de semana, alguém pode? Eu posso, eu posso, eu não. E no outro?

Ficamos nisto até para o ano que vem. E ninguém trabalha. Tudo no whatsapp a teclar freneticamente para ver se ainda vai a tempo do tal jantar ou se já mudara de data.

 Então está combinado fica em novembro de 2021? Não. Espera. A Maria do Céu ainda não respondeu. Ok, pode. Ah afinal, o José Miguel já não pode, vocês nunca mais decidiam ele marcou coisas.

E como não queremos deixar ninguém de fora lá se vai adiando. Temos duas hipóteses. Ou adotamos a regra democrática do dia que tiver mais votos ou usamos a força da mente e acreditamos que com esforço vamos conseguir um dia que dê para todos.

Ok, então e se em vez de ser em novembro, for hoje? Vocês podem?

Não vale a pena complicar. Conselho que vos dou… às vezes o melhor é marcar para hoje e não se fala mais nisso. Não ousem sequer apontar para amanhã. É hoje. E trocamos mais 57 mensagens sobre a simplicidade da vida e sobre não deixar para amanhã o que se pode fazer hoje e usamos a hashtag “a vida é curta” e “carpe diem”.

Desculpem lá, afinal para que dia é que ficou o jantar?

Pronto, óptimo. Ao fim de 476 mensagens (e talvez 23% de bateria a meio da manhã) acho que está marcado o dia do jantar. É hoje. Certo. Somos os maiores. Conseguimos uma data. Isto é que é a força da amizade. Vários emojis com os braços a fazer músculo, corações, balões e beijinhos. Todos podem. Passemos ao próximo ponto. Vamos jantar onde?

nota: qualquer semelhança com a realidade foi pura coincidência.

3 Comentários

  • As coisas dela
    24 Agosto, 2018 16:42

    Tanto que me identifico mas no final o que importa é conseguir reunir todos 🙂 Beijinhos*

    • Andreia Moita
      29 Agosto, 2018 17:15

      Deve acontecer com muita gente. Depois quando nos reunimos parece que foi fácil, não é?

  • Green
    30 Agosto, 2018 13:41

    Ahahahah, é muito isto mesmo!

Deixe uma resposta