Chegou Dezembro. É dia de decorar a casa. E todos os anos é a mesma coisa. Quando se começa a falar de fazer a árvore de natal eu pergunto se podemos mudar os enfeites.

Dizem-me sempre que não. Assim que escolhes umas bolas e umas fitas prepara-te que elas vão servir para toda a vida. A árvore fica sempre igual. A mesma cor. As mesmas bolas. As mesmas renas e sininhos. É cá um enjoo. Todos os anos a mesma coisa. Já que não posso trocar, a técnica que pensei em usar é: uns anos meto umas coisas, outros anos meto outras, mas a árvore é tão grande que acabo sempre por ter que pôr tudo, caso contrário só se vê arbusto. E todos os anos fica igual. A pessoa vai ver as fotos desde 1999 e está igual até hoje. O único caminho que vejo para salvar isto é na altura de desmanchar a árvore. Quando as bolas caem e se partem ou se amachucam. Um dia elas vão acabar e eu sei que vou poder comprar novas!

A única coisa que me é permitido trocar, e não é considerado um devaneio, é alguma decoração pela casa e a estrela. A estrela tem sido um problema. É que a árvore é enorme. E depois a estrela é quase imperceptível de tão pequena. Não há necessidade né? E todos os anos procuro uma estrela a modos que para o gigante. E não há. Não encontro. Já vi em todo o lado. Todos hipermercados, ikea e chineses desta vida. Só há estrelas minúsculas.

Mas pronto, prometo não me chatear com isso hoje. É dezembro, é dia de fazer a árvore. É dia espalhar cor pela casa toda. E no blog também. É dia de deixar o espírito do Natal entrar. E deixá-lo cá ficar. Feliz Natal.