peoople a app de recomendações

Durante este tempo em casa, aproveitei o fim-de-semana (porque durante a semana trabalho) para explorar o Peoople, a app de recomendações.

Ao principio aquilo parece um pinterest. Mas não bem assim. A ideia é que cada um de nós possa criar categorias de assuntos que nos interessem – livros, séries, filmes, decoração, viagens, locais, hotéis, aplicações, jogos, maquilhagem, roupa, tudo o que quiserem – agrupando-os em álbuns. Depois colocamos fotos que podem ou não ser nossas, dentro de cada categoria para as pessoas poderem ver, gostar, repostar e por ai fora.

O tem de novo a Peoople, a app de recomendações, que a torna diferente das outras?

Com a Peoople, a app de recomendações podemos ganhar dinheiro. Esta é a grande novidade. E o verdadeiro motivo porque as pessoas descarregam a aplicação é este. Como se consegue ganhar dinheiro? Cada vez que alguém nos coloque um like ou partilhe a nossa recomendação ou assista a um trailler de um filme sugerido por nós, ou compre um artigo que recomendamos ou marque mesa num restaurante através da nossa recomendação.

Até aqui tudo bem. Não tenho nada contra, pelo contrário, tenho a favor, aliás foi por isso que descarreguei a app, sinceramente. Se perdemos tempo a colocar a nossa recomendação, a fazer uma descrição e a dar a nossa opinião acho bem que exista uma aplicação onde TODA A GENTE possa ganhar dinheiro com isso.

Então qual é o problema?

Normalmente diz-se que o problema não é começar, é manter. Aqui não. O problema é começar mesmo. Porque existem uma série de etapas para concluir antes de conseguir ganhar dinheiro. A app tem, digamos, níveis: o primeiro é o “Rookie”, ou seja o iniciante. Não se ganha dinheiro aqui e temos que concluir tarefas como criar dois álbuns, ter dez seguidores, visitar a app cinco dias seguidos, interagir 20 vezes e….levar cinco amigos a instalar a app através de nós. Ou seja, cada um de nós tem um link especifico para dar a pessoas para que descarreguem a Peoople por lá.

Isso chateia-me um bocadinho, vou vos dizer. Não gosto de pedir às pessoas este tipo de coisas. Já quando era para jogar à quinta no facebook tinha que pedir tijolos e palhas para construir a capoeira. E no Candy Crush tinha que pedir vidas para continuar a jogar. Não gosto de depender dos outros, sabem? Eu sei que a app quer mais gente, mas depender disso para continuar a crescer não acho bem. E pode fazer-me desistir, como desisti destes jogos, por exemplo.

A minha opinião sobre a app

Se ninguém se inscrever através do meu link não vou poder evoluir e passar para o nível que se chama Influencer, onde já se consegue ganhar dinheiro. Não  consegui construir a capoeira e deixei de jogar candy crush. Portanto ou perco a vergonha e deixo aqui o link ou  vou abandonar o Peoople.

https://peoople.app/andreiamoitablog

A seguir ao nível “Influencer” existe o nível “Unicórnio” e “Star”. Estas ultimas também terão as mesmas tarefas a cumprir mas numa escala muito maior. Por exemplo, em vez de levaram cinco pessoas têm que levar muitas mais. O que me faz pensar que lá está… só quem já tem uma grande comunidade é que consegue aderir e funcionar com estas coisas.

Eu gosto muito do que a app propõe. Gosto de falar dos sítios onde vou, dos livros que leio, dos restaurantes que frequento. Faço isso no instagram. Faço isso aqui. Vocês sabem. E não é por não ganhar nada que deixarei de fazer, atenção. Mas o objetivo do Peoople é exatamente ganhar dinheiro com este tipo de coisa. Não sejamos hipócritas toda a gente gostaria de ganhar dinheiro a fazer uma coisa que gosta. Então pensei que poderia tentar.

Mas, assim sendo não sei se vale a pena continuar essa atividade por lá. Uma vez que o faço aqui e no instagram sem ganhar, e com muito gosto, seria só uma repetição de trabalho, digamos assim. Naturalmente, gostava de experimentar e ver se vale a pena. Não vou mentir, se não também não escrevia aqui nem deixava o link, não é? 

Qual é a vossa opinião sobre a Peoople, a app de recomendações? Já Conhecem? Já exploraram?