Dia mundial da televisão

Dia mundial da televisão

Hoje, dia 21 de Novembro, é dia mundial da televisão. E hoje, em 2017, já não a vemos com a regularidade de antigamente porque o digital se instalou nas nossas vidas. Para mim é raro ver algo em direto sequer. Quando vejo televisão é sempre com recurso à melhor coisa de sempre que é o chamado “andar para trás” da box. Mas nem sempre foi assim, houve um tempo que tínhamos mesmo de aproveitar o intervalo para fazer um xixinho, tal como mandava o João Baião, no Big Show Sic.

Antigamente, ver televisão era diferente do que é agora, sem dúvida. Era o melhor que nos podiam deixar fazer. E todos nós passamos a fase de acordar até mesmo mais cedo para ver televisão, porque ia dar alguma coisa que não podíamos perder! Quando hoje de manhã, na rádio comercial eles começaram a falar de programas antigos, eu decidi procurar alguns que eu gostava muito de ver. E então vou partilhar com vocês, distribuídos por categorias, para ver se também se lembram.

Desenhos animados

“Tom and Jerry” e a “Pantera cor-de-rosa”: Dois desenhos animados que nem de falar precisavam para nos entreter. Mas estes bonecos até são um pouco transversais porque, tenho para mim, que os adultos também gostavam de os ver.

“Heidi” e “Marco”: Duas histórias de crianças sem mãe que nos faziam vibrar com as suas vivências. Era a Heidi nos Alpes com o avô e o Marco com o macaco ao ombro. Estas histórias não são bem da época dos millennials, como eu, mas eu lembro-me de os ver ainda, e de os meus pais me mostrarem os seus livros (já meio amarelados) com estas histórias.

HEIDI

“Navegantes da Lua” e “Power Rangers”: estes eram aqueles típicos que toda a gente via e toda a gente imitava na escola. Eu era a navegante de Júpiter, a Maria. E era a power ranger amarela, sim a chinesa mesmo, que os primeiros foram os meus favoritos. Vocês eram quais? Não inventem que eu sei que também brincavam a isto.

“Dartacão” e “Jumanji”: O Dartacão era dos meus preferidos. Ainda hoje consigo cantar o genérico de cor. E olhem que eu até canto muito bem. No fundo, acho que toda a gente consegue reconhecer a canção aos primeiros acordes. Quanto ao Jumanji apareceu um pouco mais tarde. Era um grupo de miúdos que jogava um jogo de tabuleiro, no qual acabava por entrar. Vai sair para o cinema entretanto que eu já vi nos anúncios.

DATACÃO

Novelas

“4 por 4”: Quem é que se lembra desta novela? Eu adorava simplesmente isto. Lembro-me que dava a seguir ao almoço e era de rir com a Babalu, a Letícia Spiller. A história era tão somente isto…quatro mulheres contra os seus quatro maridos e vice-versa! E faziam trinta por uma linha para fazer a vida negra negra uns aos outros apesar de serem todos apaixonados.

Ricardo Waddington, Alexandre Avancini, Luís Henrique Rios

“Laços de família”: Foi das novelas mais marcantes porque pela primeira vez uma actriz rapou o cabelo verdadeiramente! A Camila, interpretada pela Carolina Dieckmman, teve uma leucemia e rapou o cabelo devido aos tratamentos. De facto, não se pode negar, as novelas brasileiras ganham sempre.

“Médico de família”: Oh meu Deus, que saudades. Foi das melhores séries portuguesas de que me lembro. Poucas lhe ficam à frente em Portugal. O Fernando Luis, que hoje conhecemos como o inspector Jorge Mendes, antes já foi médico e a Sara Norte e o Francisco Garcia eram filhos dele.

MÉDICO

“Jornalistas”: Adorava simplesmente esta série com a Fernanda Serrano e a Sofia Alves. Digam-me que se recordam, por favor. Temo bem que tenha sido por causa desta que decidi que queria ser jornalista.

New Wave” ou a “Malhação“: A novela brasileira mais incrível de sempre que atravessou gerações. Cabeção e Mau Mau, a dupla mais cómica da televisão! Lembro-me bem de delirar com isto e não perder um episódio, sim porque não havia cá essa cena das gravações. Quando estava de férias até vinha mais cedo da praia para ver isto. Eu e toda a gente! Está a dar na Globo, novamente, e vai a parte da Vagabanda se quiserem matar saudades.

malha11

“Chiquititas”: uma série brasileira para o público infantil. A história baseava-se num grupo de crianças que vivia num orfanato e atuavam como se fosse um musical. Talvez venha daqui o meu gosto por musicais. Quem via?

“Morangos com açúcar”: Quer queiramos quer não, marcou uma temporada e toda a gente ouviu Dzrt em algum momento da sua vida, tanto quanto se lembra que o “Dino Man” se foi embora num balão de ar quente.

Programas de entretenimento

“Hugo”: Foi o mais perto que estivemos da modernidade antes do ano 2000. Isto era um jogo que dava na televisão e as pessoas ligavam para lá e jogavam através das teclas do telefone. Quão verdade seria isto? Bom o que interessa é que se eu disser “para a esquerda e para a direita, até à caverna das caveiras”, toda a gente sabe do que estou a falar, certo?

hugo-jogo-0717-1400x800-4

“Ai os homens”: Lembram-se disto? Era apresentado pelo José Figueiras e vários homens tinham desafios que tinham de superar, caso contrário eram atirados para a piscina. Hoje em dia pode não ser a coisa mais espetacular do mundo, mas na época era engraçado.

“Chuva de estrelas”: O programa das revelações musicais de onde surgiram nomes como a Sara Tavares. Os concorrentes escolhiam a roupa da pessoa que iam imitar e entravam num elevador mágico e saíam de lá transformados e prontos a fazer a sua imitação. Eu sei que já fizeram muitas coisas parecidas, mas este era o original caça talentos.

CHUVA

“Jogos sem fronteiras”: Ahhh, uma pequena pérola. Lembro-me de ser bem pequena e ver isto. As equipas representavam os seus países e tinham que ultrapassar vários desafios e vencer os jogos. Isto era maravilhoso.

“Bueréré”: O programa que nos mostrou a Ana Malhôa. Era um programa que dava de manhã, ao sábado, e servia de apresentação para os desenhos animados.

A Rua Sésamo“: Um clássico. Via sempre enquanto tomava o pequeno almoço e apreendi muito com o poupas amarelo, o Egas e o Becas. Foi só o programa mais épico da minha infância.

“Big Brother”: O programa que mudou isto tudo. O primeiro programa que explorava e expunha a vida quotidiana. Como se de uma experiência sociológica se tratasse várias pessoas ficavam fechadas dentro de uma casa e todas as semanas saia uma até ser encontrado o vencedor.

Bem já chega de saudosismo, não é? Que programas destes viam vocês? Recordem comigo e partilhem outros de eu não me tenha lembrado!

8 Comentários

  • Joana
    21 Novembro, 2017 21:53

    Que saudades de tantos programas daí… Também adorei o The Biggest Loser, apesar de ter sido só uma temporada…
    Beijinhos
    Joana
    https://curlyhairandlipsticks.wordpress.com/

  • As coisas dela
    22 Novembro, 2017 21:25

    Eu adorava ver as chiquititas e o Hugo e todos esses programas de que falas, que nostalgia! Eu devo ser das pessoas que, atualmente, menos vê televisão mas tenho muitas recordações de bons programas de há uns anos atrás! Beijinhos*

  • Susana
    23 Novembro, 2017 18:47

    Ninguém se lembra da série “Riscos”? A série pré-morangos que também lançou atores ainda hoje na berra. Uma escola, jovens adolescentes, drogas, violações… tudo fazia parte dessa série espetacular. Deu praí em 1993/1994… 😉

    • Andreia Moita
      23 Novembro, 2017 20:42

      Sei perfeitamente qual é essa série! Não a referi porque não a via regulamente, mas tens razão, lançou vários actores é pré-morangos e Malhação.

  • Daniela Soares
    23 Novembro, 2017 23:05

    Txiiii, esses programas estão todos gravados na minha memória. Num dos meus aniversários o meu bolo tinha o Hugo e namorada e lembro-me de ter alguns programas gravados em cassete.:p

    Another Lovely Blog!, http://letrad.blogspot.pt/

  • Green
    24 Novembro, 2017 0:10

    Agora fiquei super nostálgica. Ao ver os programas que aqui colocaste fiquei com saudades desses tempos, da altura em que a televisão tinha programas de qualidade e que dava gozo ver. Realmente, como as coisas mudaram para pior, hoje em dia nem sequer vejo televisão, tal é o lixo que passa todos os dias, a única coisa que vejo são filmes, e mesmo assim, na maior parte das vezes vejo no computador. Acho que se perdeu o encanto.

    • Andreia Moita
      24 Novembro, 2017 10:41

      É um bocadinho isso. Perdemos o encanto que era ver televisão. Bjs

  • Catarina
    28 Novembro, 2017 22:30

    Oh meu Deus!!! Que saudades!! Eu vi isto tudo, TUDO!! Nostalgia boa 🙂 Obrigada Andreia, por nos fazeres recordar 🙂
    Um grande beijinho**

Deixe uma resposta