2017 em momentos para recordar e o balanço do ano

2017 em momentos para recordar e o balanço do ano

Este é o último post sobre os melhores momentos do ano. Acho que devemos guardar boas recordações para sabermos que não é assim tão difícil sermos felizes. Depois do meu 2017 em fotografias de instagram e do meu 2017 em textos que mais gostei de escrever  hoje venho falar do meu ano em momentos para recordar e fazer o tão aclamado balanço do ano.Este ano comecei a responder às perguntas do Five years journal. Só via a pergunta no próprio dia e respondi sempre a primeira coisa em que pensava para ser mais espontâneo. Mas hoje fiz batota e bisbilhotei a última pergunta do ano. Escolhi os melhores momentos de 2017 e vou construir o meu balanço do ano.

What is your most cherished memory of this year?

Viagens e sítios novos para conhecer

Madeira: Logo em Janeiro fui à Madeira onde adorei tudo desde as pessoas à comida e às bonitas paisagens. É uma ilha muito acolhedora e cheia de recantos fantásticos.

Cuba: Sempre que consigo gosto de ir à procura de verão no nosso Inverno. Porque é a minha estação preferida. Quanto mais puder ter de verão, melhor. Foi uma viagem entre amigos que já estava à muito planeada. Havana é uma cidade incrível, provavelmente das mais “diferentes” que conheci. As praias de Varadero são um estrondo. Às vezes o tempo não estava do melhor e o resort não era o mais luxuoso, mas nada apaga o azul daquele mar e a felicidade de mergulhar naquelas águas.

Copenhaga e Estocolmo: Em Outubro voltei a sair de Portugal para uma viagem a dois para Copenhaga e a seguir Estocolmo (ainda não há post mas vai haver). São cidades extremamente evoluídas e com características diferentes do resto da Europa, acho eu. E uma delas é, sem dúvida, o frio que é completamente diferente do nosso.

Momentos para recordar também em passeios dentro do país

Sim, viajar em Portugal também conta para mim. Considero que temos das capitais mais bonitas e sou muito feliz por viver em Lisboa. Gosto de sair para fotografar a cidade, viver o espírito dos Santos, aproveitar a nova vaga de cafés e centros culturais que ela oferece. Fora da minha cidade, gosto sempre de ir até ao Algarve e andar de praia em praia. Mas onde me sinto realmente bem é nas praias de Sesimbra. De difícil acesso a praia Ribeira do Cavalo é das mais belas paisagens que já vi cá dentro.

Tive a oportunidade de ir conhecer ainda os Passadiços do Paiva onde se passa um agradável dia a conviver com a natureza.  E também o Porto e Coimbra fizeram parte destes meus momentos de passeios para recordar este ano e fiz roteiros aqui no blog destas duas cidades.

Experiências fora da zona de conforto

Em Junho tive um das maiores aventuras que foi passar um fim-de-semana inteiro em workshops e convívios com outras bloggers. Sinto que foi no Bloggers Camp que despertei para a importância de ter um blog. Mais do que aprender coisas técnicas aprendi coisas humanas. Ter um blog não é só uma actividade a solo, pode ser também partilha e criar em conjunto.

As energias e as amizades que de lá saíram originaram outros projectos. Um deles foi o Blogging for a cause, um evento solidário onde eu, a Vânia do Lolly Taste , a Catarina do Joan of July, a Joana do Às Cavalitas do Vento e a Helena Magalhães conseguimos doar 3085 euros a cinco instituições. No balanço do ano, este evento merece destaque porque acreditamos e mostramos que o poder dos blogs mais do que influenciar, pode também ajudar.

Fiz um curso de fotografia na Photographylia e aprendi um pouco mais sobre os botões da minha máquina.  Também fiz uma sessão fotográfica com a Right Buddy onde a modelo era eu e o objectivo era ganhar confiança e auto-estima.

Antes do ano acabar ainda tive tempo de fazer um Curso de Escrita Criativa com a Rita da Nova. Já tinha feito algo deste género mas não foi tão intenso. Estive um dia inteiro a escrever, a pensar, a criar conteúdo com e sem sentido. No final o que interessa é a capacidade de superar desafios e aprender e este foi claramente um exemplo disso.

O assustador 30ºaniversário

Já não é novidade que era uma idade que me assustava. Agora já vou lidando com isso, mas há de facto coisas que mudam (como ir para a praia cheia de tralha, por exemplo!). Foi um dia muito marcante este em que assinalei a entrada nos trinta em que as pessoas de quem mais gosto fizeram questão de estar comigo. Fui muito feliz nesse dia e portanto acredito que os 30 também serão assim, felizes.

Descobri o Brunch

Não podia deixar de fora do meu balanço do ano os novos sítios cool que descobri para fazer a refeição que mais gosto que é o brunch. Conheci alguns lugares espetaculares e de comida saudável e o meu preferido é o Ela Canela, em Campo de Ourique. Há ainda outros que quero visitar e alguns que tenho em carteira para vos mostrar aqui pelo blog.

Desporto e a relação amor ódio

Este ano parei de correr e comecei a ir mais ao ginásio. Mas ainda não consigo ter aquela chamada dependência boa do exercício. Eu não sinto falta dele se não o fizer. A minha barriga é que sente. Mas eu não. Sou muito flexível e liberal com os meus horários no que toca a ir ao ginásio, ou seja se não for, não fui. Ali a meio do ano senti uma dedicação da minha parte. Acordava cedo, ia ao ginásio e tinha o resto do tempo para fazer o que quisesse antes de ir trabalhar. Depois cedi à preguiça com a chegada do Inverno e deixei-me ficar a dormir. Não serei a melhor pessoa para falar de exercício, portanto, é um aspecto a melhorar no ano que vem.

Ler mais este ano

Sinto que este ano voltei à minha rotina de leitura. Quando morava em casa dos meus pais tinha muito tempo livre porque não precisava de limpar a casa nem de preparar o jantar. Mas acho que já consegui recuperar o meu ritmo normal de leitura, nestes últimos tempos. Isto não quer dizer que tenha esgotado os livros que quero ler, continuarei a minha demanda no próximo ano.

Balanço do ano sobre o blog

Como já disse tenho escrito muito e tenho dedicado muito tempo ao blog. Uma das coisas que surgiu este ano foram as colaborações com outros blogs. Tenho que destacar o meu adorado projecto Páginas Salteadas com a Joana, a Catarina e a Vânia (de quem já falei em cima). Todos os meses fazemos uma receita cada uma com base no mesmo livro. Tem sido um trabalho que me dá muita satisfação porque além de me meter a cozinha ainda me dá a conhecer novos livros e temas.

Outro projecto em colaboração saiu da cabeça da Mariana, do blog It’s Ok. Todos os meses escrevemos sobre um tema predefinido, igual para todos, mas cada uma escolhe um livro ou filme para se basear. Por causa deste projecto reli este ano o livro Mulherzinhas que tinha lido quando era criança, para o tema Girl Boss.

A colaboração mais antiga é simplesmente sobre palavras. Surgiu no blog da Cris Loureiro e seguiu depois para o Cantinho da Tily a escolha da palavra do mês. Nas últimas quartas feiras do mês escrevemos sobre uma palavra.

Balanço do ano positivo

É óbvio que como todas as pessoas também eu tive momentos menos bons. É claro que me exaltei, que me chateei, que me irritei, que gritei ou me entristeci e chorei. Mas alegra-me o facto de conseguir chegar ao final do ano e lembrar-me das coisas positivas e ser capaz de as referir neste texto. Foi isso que quis fazer este ano ser mais positiva.

“Pedes-me um tempo, para balanço de vida.

Mas eu sou de letras, não me sei dividir.

Para mim um balanço é mesmo balançar,

balançar até dar balanço e sair”

(Mafalda Veiga, Balançar)

3 Comentários

  • Green
    29 Dezembro, 2017 12:04

    Estes balanços fazem-nos sempre recordar coisas boas e também as menos boas que acabámos por conseguir superar e seguir em frente. São ótimos e fazem-nos bem 🙂

  • Diana
    2 Janeiro, 2018 16:23

    Também fui à Madeira, mas em Novembro, e admito que os teus posts ajudaram bastante aquando do planeamento do roteiro de viagem. Não fiz tudo igualzinho, mas foram um belo guia 😉

    Continua em 2018, cá te esperamos! Bjinhoos*

    • Andreia Moita
      2 Janeiro, 2018 17:54

      Que bom saber Diana. Obrigada por passares por cá! Um feliz 2018 para ti. Bjs

Deixe uma resposta