escritório

Gosto bastante de decoração, é uma das minhas descobertas a nível de paixões. Não que perceba grande coisa do assunto. Faço como gosto e me parece bonito. Há uns tempos atrás falei-vos da compra da casa e do processo de mudança. Depois já vos mostrei a varanda. Hoje é dia de partilhar uma coisa que sempre quis ter, o meu escritório.

Este mês faz um ano que compramos esta casa. Por esta altura estávamos com caixas de cartão até ao tecto, na casa antiga. Tínhamos sacos, caixas e sei lá mais o quê a fazer labirintos pela casa. Era um castigo chegar ao microondas e tínhamos cerca de…dois pratos a uso. Foi uma altura conturbada mas que não mudava nada porque gosto infinitamente mais desta casa.

Durante quanto tempo se pode chamar de casa nova?

Depois de um ano a morar nesta casa ainda a posso chamar de casa nova? Ainda gosto tanto dela, e apesar de estar completamente pronta ainda lhe faltam os candeeiros. Acho que faço de propósito para não a completar. Para estar sempre em fase de construção, sabem? Faltam também uns cortinados na sala. Mas confesso que não tenho a certeza de querer cortinados na sala, percebem esta dúvida? Faz sentido para alguém não ter cortinados? Tenho uma vista para o campo e consigo ver (e ouvir) ovelhas todos os dias. E ainda para mais tenho a varanda a minha parte preferida da casa, no verão. Fico lá a a apanhar sol, pareço meio maluquinha. Descobri que adoro essa parte sossegada. Esse mundo meio campestre no meio da cidade. Acalma-me. E eu preciso tanto disso.

Esta casa é maior que a anterior e eu sempre quis uma casa grande. Gosto do minimalismo como conceito de ter pouca coisa. mas raramente consigo aplicar e gosto de espaços grandes. E sei que isto não vai ter com esses padrões, mas está de acordo com os meus parâmetros, então está tudo bem. Eu adorava ter uma casa com dois andares, tenho um fetiche por ter escadas em casa. Não aconteceu. Mas posso ter outras coisas que sempre quis. Como um quarto de vestir (versão pobre de closet) e um escritório.

Sempre quis ter um escritório

É verdade. Eu sempre quis ter um escritório. Um sítio onde eu pudesse escrever. Guardar os meus milhentos cadernos e ter um espaço só para os meus livros. Uma decoração inspiradora e totalmente feita por mim. Um sítio onde me sentisse mesmo bem, activa e motivada. Agora tenho. O meu escritório foi todo pensado por mim.

Gosto de detalhes de decoração. Gosto de cores claras. Branco de preferência. Gosto de conjugações. Em tempos li sobre feng shui, apesar de não aplicar todos os seus conceitos. Entendo a decoração e o processo de decorar como uma coisa lenta. Gosto de ver tudo pronto rapidamente mas nunca está acabado. Às vezes mudo as coisas de sítio, para sentir que mudei de decoração sem comprar mais coisas, é um truque!

O escritório e a sala são as partes da casa mais bonitas a nível de decoração. A cozinha também é linda. Bem, gosto mesmo desta casa. Deixem-me focar no escritório outra vez.

A mesa da criatividade

Escolhi a mesa com o tamanho certo para mim. Para colocar o material de papelaria (de que tanto gosto), o meu computador e os meus cadernos. Adoro as prateleiras por cima, acho que é o que mais gosto. E depois um minuto de silêncio pelos quadros que escolhi colocar na parede. Uma imagem de Paris, a minha primeira viagem. E uma frase inspiradora. Se era neste sitio que eu ia escrever e criar, queria ter uma frase que me guiasse nesse processo. Podem saber mais sobre o significado destes quadros neste post.

O espaço de biblioteca

Na minha cabeça tenho o desenho de uma casa ideal. Tenho esta imagem na minha imaginação há muitos anos. É uma casa que nunca vi, só imaginei. Mas é completamente impensável. Porque é para aí um T10, percebem? Enfim, nessa imagem dos meus sonhos eu tinha uma biblioteca. Na minha casa real coloquei uma estante junto à janela e tenho o meu espaço de leitura. Para mim é lindo. E faz todo o sentido no contexto que quero dar ao meu escritório. Prefiro ter os livros aqui do que na sala. Ainda não encontrei a ordem certa pela qual devem estar arrumados. Neste momento estão por estilos. E no final os que ainda não li.

A decoração

Madeira e branco. Plantas verdes. Tons dourados. É mais ou menos o que acontece na minha sala também. O escritório é meio que uma extensão da sala, sabem? Porque são os dois sítios onde me sinto mesmo bem. Mesmo em casa. Relaxada. Criativa e feliz. Por isso a decoração é muito parecida nestes dois sítios da casa.

 

Gostam destes posts sobre decoração? Sobre a forma como vivo a minha casa e na minha casa? Gostam de conhecer? Qual é a parte preferida da vossa casa? Espero que tenham gostado desta minha partilha e que se inspirem nesta segunda-feira.